• Jesus é o Senhor!

    A Igreja é o Corpo de Cristo

    O justo viverá pela fé

  • Artigos

    Quanto mais cresce em vida, mais humilde se torna

    A Importância da luz do sol para as plantas pode ser ilustrada pela luta entre o trigo e o joio, conforme registrado na segunda parábola de Mateus 13. Um homem semeou trigo em seu campo, mas seu inimigo sorrateiramente semeou joio entre o trigo. O joio compete com o trigo pela luz solar. Por conta dessa competição, o trigo é estimulado a crescer, pois se o joio crescer mais rápido, ele perderá a luz do sol. Se ficar na sombra do joio, o trigo ainda poderá manter-se vivo, mas não frutificará.
    Essa parábola ilustra a estratégia de Satanás. Sabemos que o Senhor é o grão de trigo que caiu na terra para produzir muitos frutos (Jo 12:24) e nós somos os muitos grãos que devem frutificar, mas Satanás faz de tudo para impedir que isso aconteça.
    Inicialmente, por meio do evangelho da graça, recebemos luz – “a do primeiro dia”. Quando cremos no Senhor Jesus, Ele semeou a vida de Deus dentro de nós, a qual começou a crescer gradativamente. No início, era apenas uma pequena semente, mas ela se tornou um broto e foi crescendo e se conformando a Cristo. Hoje ainda estamos nesse processo e, para que se acelere, precisamos progredir e acolher “a luz do quarto dia”, o evangelho do reino, que nos traz crescimento de vida e capacidade de frutificar.
    Nessa busca por crescimento espiritual, Satanás usa pessoas ou circunstâncias para fazer “sombra” sobre nós e nos prejudicar. Ao contrário do que ele espera, ao perceber sua estratégia, temos sido encorajados e estimulados a crescer mais. Assim como, ao bater numa bola cheia de ar, ela pula um pouquinho e, ao bater mais forte, ela pula mais alto, quanto mais atacado por Satanás, mais crescimento em vida você deve buscar.
    Tudo isso mostra a necessidade que temos de receber a “luz específica do quarto dia”, que é a luz da vida. Se você quiser crescer na vida divina, precisa receber essa luz, pois ela representa o falar específico de Deus para nós, que nos ilumina e ajuda a arrepender-nos e esvaziar-nos de todo orgulho. Quando recebemos essa luz, crescemos em vida.
    Há uma característica interessante no crescimento do trigo quando comparado com o crescimento do joio. O joio, quando cresce, não se curva; permanece ereto, voltado para cima. O trigo, por sua vez, quando frutifica, devido ao peso das espigas, dobra-se para baixo. Quanto mais vida há, mais fruto; quanto mais fruto, mais ele se dobra.
    Espiritualmente falando, isso significa que, quanto mais alguém cresce na vida divina, mais humilde se torna. Por outro lado, quando alguém só cresce em seu ego, no mero conhecimento bíblico, torna-se mais arrogante, orgulhoso.
    "Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus" (Miquéias 6:8).


    Autor: Igreja em Caçapava