• Jesus é o Senhor!

    A Igreja é o Corpo de Cristo

    O justo viverá pela fé

  • Artigos

    Instrumentos nas mãos de Deus

    "Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar" (1 Coríntios 14:1).
    Os livros dos Reis narram um período confuso da história de Israel. Em seu relato encontramos reis que amavam o Senhor e O seguiam, mas, no fim da vida, eles O abandonavam. Lemos também sobre lutas pelo poder, assassinatos, conspirações, idolatrias e muitos outros pecados. Há porém, em meio a todo esse quadro tenebroso, uma figura sempre presente: o profeta, por vezes chamado simplesmente de "homem de Deus".
    Deus sempre envou profetas aos filhos de Israel para fazê-los arrepender de seus pecados e voltar a Ele. Entretanto não muitos reis deram ouvidos aos homens de Deus. Alguns o faziam por algum tempo, e logo depois voltavam a praticar obras más. O resultado disso foi a destruição do reino de Israel pela Assíria e o cativeiro do reino de Judá na Babilônia. Com essa história podemos perceber quão importantes são para Deus os profetas. Eles são os canais por meio de quem Deus faz chegar Sua Palavra aos homens e faz conhecidos Sua vontade e Seu coração. Nas mais terríveis situações em que se encontrava o povo de Israel, Deus sempre enviava alguém para falar em Seu nome a fim de reconduzir o povo a Seu caminho.
    Podemos dizer que, na verdade, os profestas é que governavam naquele tempo, pois eram eles que verdadeiramente expressavam e representavam a autoridade divina. Portanto, em razão da importância dos profestas para a edificação da igreja (1 Coríntios 14), vamos procurar, a partir dos fatos narrados nos livros dos Reis, um caminho prático para que também sejamos pessoas que falam por Deus e que Lhe são úteis para a edificação de Seu povo.
    Que é, afinal, um profeta? É alguém que fala por Deus, que é usado por Deus para transmitir Sua vontade a Seu povo. Por essa razão, ele é considerado um "homem de Deus". Há passagens na Bíblia, especialmente nos livros dos Reis, em que aqueles que falam por Deus são chamados de profetas e, em outras, de homens de Deus. A expressão "homem de Deus" dá-nos a idéia de posse: Deus é o possuidor, e o profeta, Seu instrumento (2 Timóteo 2:21).
    O profeta deve ser alguém que dá total liberdade a Deus de usá-lo conforme Sua vontade. Como profeta, não pode determinar como servir a Deus nem falar de acordo com sua própria opinião. Antes, ele fala apenas o que Deus lhe ordena. Nosso sentimento ao compartilhar essas palavras é falar sobre a importância de cada um de nós, integrantes do povo de Deus, ter sempre presente em nossa vida a palavra dos profetas para nos guardar. Por outro lado, também incentivamos a cada um de nossos leitores a se tornar um instrumento nas mão de Deus, com a finalidade de todos promovermos a edificação da igreja, o povo de Deus hoje.
    "Crede no SENHOR vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas, e prosperareis" (2 Crônicas 20:20b).


    Autor: Igreja em Caçapava